quinta-feira, 25 de junho de 2009

Adoção de animal adulto - as vantagens e os mitos esclarecidos

***Atualização (02/abril/09): depois que a Valéria comentou que queria um filhote, preferencialmente, para se adaptar bem à sua filha pequena, postei um vídeo LINDO que mostra porque o cão adulto pode ser melhor nesse caso! Vejam, lá embaixo. ***Mais uma atualização (20/jun/09): a Ana Corina, que também adotou um cão adulto, fez um post MUITO BOM sobre isso (e foi dele que eu tirei essa imagem aqui do lado): Adote um cão ou gato ADULTO e diga sim a um amor MADURO! O jeito brincalhão e desengonçado de um filhotinho agrada a qualquer um. E é por isso que as pessoas logo associam que o novo bichano da casa deva, necessariamente, ser um filhote. Mas adotar cães jovens ou adultos também pode ser uma experiência tão boa ou, quem sabe, até melhor do que filhotes (veja a referência do texto do Sítio da Paty abaixo). Eu posso dizer, por experiência própria, que adotar um adulto também é muito gratificante! Antes de adotarmos o nosso segundo beagle, admito que me deu uma pontinha de saudade de ter um filhotinho correndo pela casa. Mas daí lembrei como que esse tempo de filhote passou rápido, e como que a nossa beagle, hoje com 2 anos, é tão amada, fofa e simpática quanto quando era filhote. Sim, ela era lindinha, engraçadinha, mas roía os móveis, os tapetes e os sofás, demorou um pouco para fazer cocô no lugar certo, tinha que comer 3 vezes ao dia até completar uns 3 meses (não foi lá tão fácil ter que ir todos os dias correndo para casa ao meio-dia alimentar ela), não podia sair de casa até ter todas as vacinas... Com 6 meses de idade, nem tinha mais aquela carinha de bebê de quando pegamos ela, e com 10 meses ela estava EXATAMENTE com a mesma cara, corpo e comportamento que ela está hoje com 2 anos (claro que hoje ela está uma gorducha preguiçosa, mas isso são outros quinhentos) . E ela ainda vai viver, pelo menos, mais uns 10 anos (bem que podia ser uns 100!). Então, esses 8 meses de filhote (10 meses - 2 meses, que é quando se deveria pegar um filhote) não são nada comparado com os pelo menos 144 meses que ela viverá com a gente! Em números, corresponde a 5,6% da vida dela! Preferir um filhote para curtir pouco mais de meio ano de modo diferente, não chega nem perto da satisfação de se adotar um cão jovem ou adulto. Por um acaso alguma mãe ou pai deixa de amar seu filho depois que ele começa a deixar de ser um engraçadinho desajeitado? A aceitação, a adaptação, o afeto, a gratidão, o amor e a atenção entre nós e o beagle adulto-jovem adotado são tão perfeitos que o único motivo pelo qual ele poderia ter sido adotado antes pela gente é de ter sofrido menos na sua vidinha. Não troco meu gurizão por nenhum filhote desse mundo! E a adptação muitas vezes é imediata - veja aqui um texto da ARCA Brasil. Um texto bem legal sobre isso eu achei no Sítio da Paty, que começa assim: "Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, animais adultos adaptam-se a lares novos. Eles demonstram gratidão às pessoas que os adotam, tornando-se bons companheiros, carinhosos e fiéis amigos. A vantagem em adotar um animal adulto é que você já sabe o seu tamanho, sua personalidade e a disposição que ele apresenta." Fonte: Sítio da Paty Continue lendo aqui. Portanto, se você até está trocando a idéia de comprar um cachorro por adotar um, mas está achando ruim que a grande maioria tem mais de 1 ano de idade, reflita se realmente existem perdas nisso. Pense que esse filhotinho deixará de ser um filhotinho logo logo e vai estar exatamente do mesmo jeito que dezenas de cãezinhos estão nesse exato monento esperando pela adoção (e que provavelmente foram abandonados justamente porque seus donos estavam deslumbrados quando compraram e os descartaram logo depois que o mimo desapareceu). Veja como esse bebê e esse labrador adulto parecem grandes amigos! Certamente sua relação não seria tão tranquila se ele ainda fosse filhote... E então, o que você está esperando? Post escrito em 26/02/2009
Postar um comentário
Um recadinho: o Adote não doa os peludos e não participa de qualquer parte do processo de adoção, limitando-se apenas a anunciar cãezinhos de protetores que nos contatam, belezinha?
Saiba qual o tamanho de cada porte do cão (pequeno, médio e grande) clicando aqui!

Ops! Ainda não achou seu AUmigo? Veja aqui dezenas de sites de adoção do Brasil!

Esclarecimento

Este blog NÃO quer influenciar pessoas a selecionar e adotar determinadas raças e discriminar outras ou SRDs (sem raça definida). Ele é direcionado para aquelas pessoas que, por um motivo ou outro, já decidiram que querem um cão de raça, e então, a optarem pela ADOÇÃO de um puro ou mestiço e não pela compra.

Saiba mais em "Sobre a gente".